Bibliografia sobre as Brincas

ABELHO, Azinhal (1973).Teatro Popular Português – Ao Sul do Tejo, 6.º Volume, Braga, Editora Pax [pp. 73-86].


ARIMATEIA, Rui (2014). As Brincas do Entrudo de Évora em 2014, Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). As Brincas do Entrudo em Évora – I (O Tempo do Carnaval ou do Entrudo), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). As Brincas do Entrudo em Évora – II (As Origens. As Brincas, hoje), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). As Brincas do Entrudo em Évora – III (Os elementos-força constituintes), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). As Brincas do Entrudo em Évora – IV (O espaço cénico), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). AS Brincas do Entrudo em Évora – V (Os Fundamentos do Sr. Raimundo José Lopes), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). As Brincas do Entrudo em Évora – VI, Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). As Brincas do Entrudo em Évora– VII (As Brincas em N.ª Sr.ª de Machede), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (2010). Brincas de Entrudo na Região de Évora – VIII(As Brincas em Machede), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui, (2010). As Brincas do Entrudo em Évora – IX (Curiosidades sobre as Brincas de Entrudo de Évora: As peles dos bombos e caixas), Ver publicação web


ARIMATEIA, Rui (1987).As “Brincas” – Manifestações Carnavalescas, in “O Giraldo”, n.º 10, Évora, 10 de Março [pp. 6-7].


ARIMATEIA, Rui (2004). Em memória de Mestre Raimundo… e das Brincas de Évora, in “Diário do Sul”, Évora, 6 de Janeiro [p.9].

 

BEZELGA, Isabel (2015). Altas Vozes – Brincas de Évora: práticas contemporâneas, Col. ‘Palavras-Chave’, n.º 1, Ed. ‘Arranha-céus’, Lisboa.


BEZELGA, Isabel (2010). Manifestações de teatralidade popular: As Brincas de Évora, in “Actas da Conferencia Internacional da Tradición Oral”, Ourense, Volume II, Ed. Concello de Ourense, Novembro [pp.57-63].


BEZELGA, Isabel Maria Gonçalves (2008).Viagem de ida e volta: o que podemos aprender com a arte popular?, in “Actas do Congresso Ibero Americano de Educação Artística: Sentidos Transibéricos”, Beja, Ed.

Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual [cd-rom]


BEZELGA, Isabel & VALENTE, Lucília (2010).Aprender com a Arte Popular, in “Desafios da Educação Artística em Contextos Ibero-Americanos”, Ed. APECV, Porto [pp. 254-266][ISBN: 978-989-96384-0-2].


BEZELGA, Isabel & VALENTE, Lucília (2009). “Brincas of Évora” Rituals of Carnival and performance in the south of Portugal: Rural and traditional festivities in the contemporary world, in “The International Journal of the Arts in Society, vol. 4 (Number 3). pp. 73-86. [http://www.arts-journal.com, ISSN 1833-1866].


COSTA, Soledade Martinho & BARROS, Jorge (2002). Festas e Tradições Portuguesas (Fevereiro), Ed. Círculo de Leitores, Lisboa.


COSTA, Soledade Martinho (2009).O Teatro Popular em Portugal – As “Brincas” de Évora, in Ver publicação web


FERNANDES, Maria Joaquina (2010).Canaviais –Memórias e Património de um Bairro Eborense (1900-1950), Edições Colibri, Lisboa [sobre as Brincas de Carnaval ver pp.107-112].


GODINHO, Silva (1986).Temas Oitocentistas Eborenses (Carnaval), in “A Cidade de Évora”, n.º67-68, Évora [pp. 49-52].


GUAPO, Amanda & LAFITA, Savina (2012).Apropriações das Festas de Inverno em Trás-os-Montes, in “Usos da Memória e Práticas do Património” (Coord. Paula Godinho), Col. “A Ieltsar se vai ao longe”, n.º 40, Edições Colibri / IELT – Instituto de Estudos de Literatura Tradicional da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa. [pp. 243-251].


LAFFON, Virgine (1994). Une Chronique Politique: les Danças de Carnaval dans une freguesia rurale de l’Alentejo, in “Actes du Colloque Ethnologie du Portugal – Unité et Diversité”, Paris, Centre Culturel Calouste Gulbenkian [pp. 49-57].

 

MATOS, Luís de (2015). Os Fundamentos das Brincas de Évora de Raimundo José Lopes, Separata de “Altas Vozes – Brincas de Évora: Práticas contemporâneas”, de Isabel Bezelga, Ed. ‘Arranha-céus’, Lisboa.


MATOS, Luís de (1985).Carnaval em Évora – Enquadramento Temporal das Brincas, in “Actas do III Congresso do Alentejo”, Ed. Associação de Municípios do Distrito de Beja, Évora [pp. 1259-1262].


MENDES, Lino (s/d). O Carnaval/Entrudo – Tempo de folia e de tradição, in “Portal do Folclore - Folclore on line”, http://www.folclore-online.com [12 Out. 2016]. [Ver Lino Mendes – Textos].


RAPOSO, Paulo (1998). O Auto da Floripes: “Cultura Popular”, Etnógrafos, Intelectuais e Artistas, in “Etnográfica”, Vol. II, N.º 2, Lisboa, [pp. 189-219].


TERRA, Carolina (1985).Abordagem Cultural do Fundamento - O Lavrador, in “Actas do III Congresso do Alentejo”, Ed. Associação de Municípios do Distrito de Beja, Évora [pp. 1259-1262].


VALE, Leandro (1978).As Brincas Carnavalescas,in “Diário do Sul”, Évora, 23 de Fevereiro [p. 5].